Topo
Cidades Mais Inteligentes

Cidades Mais Inteligentes

Categorias

Histórico

Que tal uma carreira no milionário setor de iGaming? Venha para Malta!

Renato de Castro

29/10/2019 04h00

O setor de iGaming (apostas online) já representa 12% da economia maltesa, gerando 700 milhões de euros e empregando nove mil pessoas. Foto: worldfinance

Hoje, vamos falar de um país muito pouco conhecido pelos brasileiros: Malta. Localizado em uma posição estratégica no extremo Sul da Europa, a 93 km da Sicília, Itália, e a 288 km da Tunísia, no norte da África, sua posição estratégica fez com ele sempre fosse palco de grandes disputas internacionais. Habitado desde 5.200 A.C., passaram pela ilha os fenícios, romanos, árabes, mouros, normandos, espanhóis, Cavaleiros de São João, franceses e, por último, os britânicos, que governaram a ilha até sua independência, em 1964. 

Ao longo dos últimos 10 anos, durante a grande crise europeia, o país tem atraído muitos imigrantes não só europeus, mas também asiáticos e, principalmente, pessoas de países africanos de línguas árabes. Com somente 316 quilômetros quadrados, menos da metade de Florianópolis, que tem 675 km2, Malta tem uma densidade populacional de 1.300 pessoas por quilômetro quadrado, de longe a maior da Europa.

Como em todo o processo de crescimento populacional, o país precisa planejar a construção de novas unidades habitacionais, repensar a infraestrutura de transporte e redimensionar todo o setor de segurança pública. Para os próximos anos, espera-se que o crescimento da população persista em meio a uma economia em crescimento, principalmente nos setores relacionados à tecnologia, o que exigirá mais trabalhadores estrangeiros, porém especializados. O país está migrando de uma economia voltada ao turismo à um forte ecossistema de economia digital.

Semana passada, tive a honra de participar de um grande evento organizado pela Associação Nacional de Conselheiros, o que seria similar aos vereadores no Brasil. Para começar a transformação da ilha em uma Smart Island (ilha inteligente), eles estão desenvolvendo políticas públicas baseadas em quatro pilares: mobilidade sustentável, ambientes verdes, espaços abertos e, claro, Smart Cities. A estratégia é bem parecida com algumas que já discutimos em outros textos, mas com a grande vantagem da implementação ser em um espaço geográfico reduzido, ter como idiomas o inglês e, principalmente, uma economia pulsante e já orientada ao digital.

Entre as estrelas deste boom da nova economia maltesa, os setores milionários de IGaming (apostas online) e de blockchain vêm ganhando destaque nos últimos anos. Atualmente, o setor de apostas online já representa 12% da economia maltesa, gerando 700 milhões de euros e empregando nove mil pessoas. Mais de 330 empresas de apostas, incluindo os gigantes Betsson, Tipico e Betfair, têm sua sede fiscal no país, o que colabora para que a nação seja conhecida como a capital europeia dos iGaming (jogos eletrônicos online).

Há uma expectativa para que Malta se torne o Vale do Silício da indústria do iGmaing, contudo, o país precisa promover incentivos corretos e criar a estrutura reguladora para continuar atraindo investimentos e empresas do setor. O governo nacional já está trabalhado fortemente para isso: além da regulamentação oficial que está sendo aprimorada e dos grandes incentivos à abertura de startups, o país também conta com o apoio de instituições de ensino superior de renome internacional. A Universidade de Malta, por exemplo, já oferece cursos de graduação e pós-graduação específicos para novas tecnologias como inteligência artificial. O melhor: tudo gratuito.

Malta, que sempre se orgulhou de ser um destino turístico da Europa, agora se prepara para ser um dos centros mais confiáveis e dinâmicos ​do setor de apostas online. Olha aí uma grande chance para vocês! Seja você um programador experiente, um "startuper"/ investidor ávido por novos desafios ou um entusiasta de tecnologia em busca de uma boa formação e novos desafios, você certamente encontrará oportunidades em Malta.  Boa sorte!

Nos vemos na próxima semana.

 

Sobre o autor

Renato de Castro é expert em Cidades Inteligentes. É embaixador de Smart Cities do TM Fórum de Londres, membro do conselho de administração da ONG Leading Cities de Boston e Volunteer Senior Adviser da ITU, International Telecommunications Union, agência de Telecomunicações das Nações Unidas. Acumulou mais de duas décadas de experiência atuando como executivo global em países da Ásia, Américas e Europa. Fluente em 4 idiomas, é doutorando em direito internacional pela UAB - Universidade Autônoma de Barcelona. Renato já esteve em mais de 30 países, dando palestras sobre cidades inteligentes e colaborando com projetos urbanos. Atualmente, reside em Barcelona onde atua como CEO de uma spinoff de tecnologia para Smart Cities.

Sobre o blog

Mobilidade compartilhada, Inteligência artificial, sensores humanos, internet das coisas, bluetooth mesh etc. Mas como essa tranqueira toda pode melhorar a vida da gente nas cidades? Em nosso blog vamos discutir sobre as últimas tendências mundiais em soluções urbanas que estão fazendo nossas cidades mais inteligentes.

Cidades Mais Inteligentes